domingo, 29 de maio de 2016

A Verdade Sobre o Ensino Médio



 Uma selva cheia de regras subentendidas, grupinhos e espectadores. Sempre parece que ninguém que está lá liga realmente para algo e qualquer coisa é motivo para brigas, ou beijos.
 Lotada de pessoas convictas do que querem, cheias de certezas, que só são reais naquele momento. O presente é infinito, o passado é aprendizado - ou não - e o futuro descubro depois. Diversão vindo antes das responsabilidades, julgamentos, pouco tempo para tantos sonhos. Pressa de querer tudo ao mesmo tempo, de uma vez só, como mágica. Busca incansável por alguma coisa que nem se sabe o quê. Muito sono e fome. Uma loucura, confusão e produção de hormônios tão absurda no que na verdade deveria ser apenas uma época de estudos e preparação para a vida adulta. Mas na realidade, quem liga para os estudos? Vivem como se o mundo fosse acabar amanhã, ou na próxima hora, ou nunca pudesse acabar e tudo ficasse para sempre como está.
 Todo adolescente é meio assim: quando está triste, a vida é uma droga, ninguém te entende e quer sumir; quando está feliz, quer dar risada de tudo e jogar confete por aí. Nada da perfeita-vida-padrão-colegial-americano dos filmes, mas continua sendo juventude e em consequência, se você procurar loucuras, terá.
 Enquanto isso, alguns só assistem tudo acontecer, analisam rosto por rosto, amaldiçoam e comentam em pensamento, se entendiam e se divertem, querendo ter a coragem deles de estar ali também, ou simplesmente desejando sumir de tão ridículo ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário